Fórumcast, o podcast da Fórum
12 de dezembro de 2018, 18h23

Pesquisa Ipsos aponta que 74% desaprovam Bolsonaro na América Latina

Foram entrevistados 362 jornalistas e formadores de opinião de 14 países do bloco; o pior desempenho de Bolsonaro foi na Colômbia, onde 100% das respostas desaprovaram o presidente eleito

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Jair Bolsonaro (PSL) ainda não assumiu e já é alvo de desaprovação na América Latina. O Instituto Ipsos realizou uma pesquisa, ouvindo 362 jornalistas e formadores de opinião, em 14 países do bloco, e o resultado indiciou que 74% dos entrevistados desaprovam o presidente militar, sendo ele aprovado por somente 25%, de acordo com informações de Ana Kruger, do Congresso em Foco.

O pior desempenho de Bolsonaro foi na Colômbia, onde 100% dos entrevistados desaprovam o presidente eleito do Brasil.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

O levantamento buscou averiguar a aprovação dos presidentes e dos eleitos nos países da América Latina. O índice de aprovação de Michel Temer (MDB) é semelhante ao de Bolsonaro. De acordo com a pesquisa, 73% não aprovam o emedebista.

Na última consulta, em março de 2018, Temer aparecia com 68% de desaprovação na América Latina e 74% no Brasil.

Em contrapartida, o presidente mais bem avaliado na região foi o uruguaio Tabaré Vázquez, com 76% de aprovação. O mexicano André López Obrador também aparece bem colocado no ranking, com 60% de aprovação.

Na outra ponta da lista, a maior queda na aprovação foi registrada pelo argentino Mauricio Macri, cujo país atravessa uma grave crise econômica.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum