Entrevista exclusiva com Lula
06 de novembro de 2019, 19h25

PF de Moro abre inquérito contra porteiro do caso Bolsonaro e Marielle

MPF acata solicitação do ministro da Justiça e aciona Polícia Federal contra porteiro do condomínio onde morava o presidente

Foto: Marcos Corrêa/PR

A Polícia Federal (PF), comandada pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, vai investigar o depoimento do porteiro do condomínio Vivendas da Barra, onde morava o presidente Jair Bolsonaro, por supostos crimes. O Ministério Público Federal (MPF) foi quem indicou a participação da PF no caso após solicitação de Moro.

O MPF, comandado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, vai pedir que a PF investigue se o funcionário cometeu os crimes de obstrução da Justiça, falso testemunho e denunciação caluniosa, além de calúnia e difamação contra o presidente da República, por ter citado Jair Bolsonaro em depoimento.

A decisão do MP veio logo depois de o ministro Moro enviar ofício solicitando investigação. Segundo o porteiro, foi Bolsonaro (“Seu Jair”) quem autorizou a entrada de Élcio Queiroz no Vivendas na noite em que Élcio e Ronnie Lessa teriam partido juntos para assassinar a vereadora Marielle Franco.

Para parlamentares da oposição, Moro tem agido como advogado pessoal de Bolsonaro e tenta blindar o presidente. “Não é aceitável que Jair Bolsonaro tenha um Moro privilegiado. Sérgio Moro é ministro da Justiça e não ministro da Defesa do presidente da República, se prestando ao papel de agir como seu advogado pessoal. Vamos convocá-lo para que explique a sua atuação”, disse o senador Humberto Costa (PT-CE). 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum