Fórumcast, o podcast da Fórum
26 de agosto de 2019, 18h49

PF de Moro diz em inquérito que Rodrigo Maia cometeu corrupção e lavagem de dinheiro

Com base em uma delação premiada, a PF, subordinada ao ministro da Justiça, Sérgio Moro, concluiu um inquérito em que aponta "elementos concretos e relevantes" de que o presidente da Câmara recebeu recursos indevidos da Odebrecht

Moro com Rodrigo Maia (DEM), acusado de corrupção (Reprodução)

A Polícia Federal concluiu um inquérito, enviado nesta segunda-feira (26) ao Supremo Tribunal Federal (STF), em que aponta que há “elementos concretos e relevantes” de que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), cometeu os crimes de corrupção passiva, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. A investigação tem como base delações premiadas de executivos da construtora Odebrecht.

De acordo com a PF, órgão subordinado ao ministro Sérgio Moro, o presidente da Câmara e seu pai, o ex-prefeito César Maia (DEM), cometeram os crimes listados ao, por exemplo, aceitarem e pedirem colaborações financeiras ilegais da Odebrecht em 2008, 2010, 2011 e 2014.

O ministro do STF, Edson Fachin, que é o relator da Lava Jato na Corte, deu um prazo de 15 dias para que a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, decida se vai oferecer ou não denúncia contra Maia e seu pai.

Relação desgastada 

Maia e Moro não mantêm a melhor das relações. O ministro responsável pela Polícia Federal, que agora aponta uma série de crimes supostamente cometidos pelo presidente da Câmara, tenta, desde passou a compor a equipe de Bolsonaro, emplacar seu pacote anti-crime na casa presidida pelo deputado do DEM, que vem escanteando a proposta.

Além disso, Maia tem subido o tom na defesa da liberdade de imprensa ao apoiar a divulgação das conversas da Vaza Jato, em um claro conflito com Moro, e também ao defender a manutenção dos direitos do ex-presidente Lula, como quando agiu para que o petista não fosse transferido de Curitiba para São Paulo, como queria o ministro da Justiça.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum