Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
18 de fevereiro de 2019, 20h45

PGR pede que investigação sobre suspeita de caixa 2 de Onyx vá para Justiça Eleitoral

Em 2017, o atual ministro havia admitido que recebeu R$ 100 mil não declarados à Justiça Eleitoral, por meio de caixa 2, para a campanha de 2014

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Raquel Dodge, procuradora-geral da República, solicitou nesta segunda-feira (18) ao Supremo Tribunal Federal (STF) o encaminhamento para o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS) de investigação preliminar a respeito de supostos repasses por meio de caixa 2 do grupo J&F a Onyx Lorenzoni (DEM-RS), atual ministro da Casa Civil, de acordo com informações de Mariana Oliveira, no G1.

Onyx reconheceu, em 2017, ter obtido da empresa R$ 100 mil não declarados à Justiça Eleitoral, por meio de caixa 2, para a campanha de 2014. Sobre esse caso, o atual ministro pediu desculpas.

No entanto, em novembro de 2018, delatores da J&F entregaram à PGR uma planilha que comprovaria que o ministro recebeu um segundo repasse de R$ 100 mil de caixa 2 em 2012.

Dessa vez, Onyx se disse um “combatente contra a corrupção” e declarou à época que a notícia “requenta uma informação do ano passado (2017)”. A PGR, então, decidiu instaurar uma apuração preliminar sobre o caso.

Para a Procuradoria, como o foro privilegiado foi restrito a casos ocorridos durante o mandato e que tenham relação com o cargo, Onyx não deve ter o caso analisado pelo Supremo, mas, sim, pela primeira instância da Justiça Eleitoral. A análise será do relator do caso, ministro Marco Aurélio Mello.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum