sábado, 24 out 2020
Publicidade

Pior moeda do mundo: Real lidera ranking negativo com Guedes e Bolsonaro

Enquanto Bolsonaro tenta demonizar a economia da Argentina, o peso apresenta desempenho melhor que o real

Entre as principais moedas do mundo, é o real brasileiro quem mais sofre com a disparada do dólar. Levantamento da consultoria financeira Refinitiv divulgado nesta quarta-feira (30) pelo InfoMoney aponta que, em 2020, o real desvalorizou quase 40% frente ao dólar.

As moedas dos países “emergentes” são os que mais sofrem com a pandemia, mas as contradições entre a equipe econômica do governo, comandada por Paulo Guedes, e o presidente Jair Bolsonaro jogaram o real para a última posição entre as 14 principais do mundo, ficando bem atrás da lira turca, do peso argentino, do rublo russo, do rand sul-africano e do peso mexicano.

O dólar valorizou 39,60% ante o real neste ano, um índice bem maior que os registrados pela moeda estadunidense perante a turca (29,69%) e a argentina (27,25%), que tem sofrido com instabilidades desde o fim do governo de Maurício Macri. Bolsonaro, inclusive, tem usado a Argentina como exemplo negativo em diversos comentários recentes.

Investidores estariam incomodados com os embates internos do governo. “O mercado não compra mais esse discurso do Executivo, em que por um lado sempre defende o teto de gastos e a responsabilidade fiscal, mas por outro sempre anuncia planos que vão na contramão”, disse Breno Martins, da MAG Investimentos, à Bloomberg.

Lucas Rocha
Lucas Rocha
Jornalista da Sucursal do Rio de Janeiro da Fórum.