Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
26 de junho de 2018, 14h42

PM aponta arma para servidores em manifestação na Câmara de Vereadores do Rio

"Foi um ato que mostra o despreparo destes policiais para atender a população", disse o vereador David Miranda 

(Foto: Via Ascom/ vereador David Miranda

Uma manifestação de servidores aposentados e pensionistas na porta da Câmara de Vereadores terminou com um ato no mínimo desproporcional de um policial militar. O PM apontou a arma para os servidores que protestavam nesta terça-feira (26) contra a votação de projeto do prefeito Marcelo Crivella que aumenta para 11% a taxação de aposentados e pensionistas.

Os servidores ativos e inativos tentavam ocupar o auditório da Casa para assistir à votação. O Batalhão de Choque interveio contra os manifestantes com spray de pimenta. O vereador David Miranda (PSOL), que participava do ato, também foi atingido e reagiu com indignação à ação da Polícia Militar.

“O que aconteceu foi um absurdo. O Batalhão de Choque já chegou atirando spray de pimenta contra a gente. Estou ainda passando mal, com os olhos irritados”, disse David à reportagem da Fórum pouco depois do ocorrido. “Cobrei do coronel que comandava a ação e ele nem olhou na minha cara. Foi um ato que mostra o despreparo destes policiais para atender a população. Um desrespeito no lugar onde eu trabalho, na casa onde eu legislo”, completou o vereador.

Ele deve ainda entrar com representação na Câmara ainda nesta terça-feira pedindo explicações ao presidente Jorge Felippe (PMDB) sobre a atuação da PM no ato dos servidores.

“O que está acontecendo é um massacre aos servidores e pensionistas do nosso município. É uma falta de respeito com uma camada de trabalhadores que ajuda a mover essa cidade”, disse o vereador. David lembrou que a votação acontece pouco depois de o prefeito reduzir a carga tributária de  empresas de diferentes segmentos da cidade.

“Há várias empresas em dívida com o município. Por que ele não cobra das empresas para melhorar o caixa da administração?”, questionou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum