Fórumcast, o podcast da Fórum
21 de dezembro de 2018, 13h47

Polícia encontra euros, dólares e pesos colombianos na cela de Pezão

Os valores apreendidos, convertidos para o Real, ultrapassam os R$ 100 que o governador, como qualquer outro preso, pode ter na cela

Foto: Reprodução/TV Globo

Foram encontrados 70 euros, 36 dólares, 6 mil pesos colombianos e 25 ienes com o governador Luiz Fernando Pezão, durante vistoria feita por agentes da Corregedoria da PM no Complexo Prisional da Polícia Militar, no bairro do Fonseca, em Niterói, município da Região Metropolitana do Rio.

Os valores apreendidos com Pezão, convertidos para o Real, ultrapassam os R$ 100 que o governador, como qualquer outro preso, pode ter na cela. Participaram da inspeção 100 policiais militares e 160 agentes das Forças Armadas.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

Também foram encontrados sete celulares na área comum nos fundos da cadeia, fora das celas.

“Os responsáveis pela posse de objetos não permitidos serão ouvidos e sofrerão punições disciplinares previstas na legislação penal e no regulamento interno da Unidade Prisional”, informou a Polícia Militar.

A vistoria foi feita pela Polícia Militar (PM), com o apoio das Forças Armadas. Esta foi a terceira vistoria feita na unidade neste mês e a primeira com a participação de homens do Exército, no âmbito da intervenção federal.

De acordo com o Comando Conjunto, 260 homens participaram da ação, sendo 160 das Forças Armadas e 100 da Polícia Militar. O objetivo era realizar inspeção visual e varredura com aparelhos eletromagnéticos nas instalações da unidade prisional, para localizar materiais não permitidos.

Com informações do JB e do Estadão

Agora que você chegou ao final desse texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum