Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
03 de março de 2019, 12h05

Policial com distintivo da Swat que escoltou Lula estaria com Bolsonaro durante facada em MG

O atentado, que tirou Jair Bolsonaro dos holofotes e dos debates públicos durante a campanha, desapareceu do noticiário. Porém, um documentário divulgado no fim de dezembro com análise das imagens levanta uma série de perguntas que ficaram sem resposta - entre elas a suspeita de comunicação entre agentes que faziam a segurança do capitão e Adélio

Danilo Campetti na escola de Lula (E) e na segurança de Bolsonaro (D) (Ricardo Stuckert/Reprodução)

O policial federal Danilo Campetti, que fez a escolta do ex-presidente Lula no velório do neto neste sábado (2) com a insígnia da “Miami Police – S.W.A.T.” no uniforme, é um dos agentes que faz a segurança de Jair Bolsonaro (PSL) desde a campanha presidencial.

Leia também: Policial Federal com distintivo da Swat que escoltou Lula é apoiador de Bolsonaro nas redes sociais

Danilo, inclusive, é uma dos agentes que aparentemente aparece mais próximo a Bolsonaro nas imagens do atentado a faca sofrido durante a campanha na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais.

O atentado, que tirou Jair Bolsonaro dos holofotes e dos debates públicos durante a campanha, desapareceu do noticiário. Porém, um documentário divulgado no fim de dezembro com análise das imagens levanta uma série de perguntas que ficaram sem resposta – entre elas a suspeita de comunicação entre agentes que faziam a segurança do capitão e Adélio.

Embora os filhos e o próprio Jair Bolsonaro queiram ligar Adélio Bispo dos Santos, o autor do atentado, a grupos opositores, a Polícia Federal tem dito que ele agiu sozinho e teria problemas mentais.

Leia ainda: “Eles querem saber é se foi o Lula que pagou a defesa”, diz advogado de Adelio Bispo

Pronta intervenção
Nas redes sociais, o policial federal Danilo Campetti se apresenta com o mesmo uniforme com a insígnia da Swat e a descrição: “Agente PF – GPI/SP -Prof. Armamento e Tiro/PF-Prof.Segurança Dignitários/PF-☇SWAT/MIAMI-☇91-CAT/PCERJ”.

Membro da elite da Polícia Federal, Danilo pertence ao Grupo de Pronta Intervenção (GPI) da Polícia Federal, em São Paulo. Natural de São José do Rio Preto, segundo o jornal O Diário da Região, o agente aparece em diversas reportagens da mídia regional justamente pelo trabalho próximo a Bolsonaro.

Segundo o site Votuporanga Tudo, Danilo é habilitado para combates e missões especiais com armas, equipamentos e inteligência no gerenciamento de crises, podendo ser acionado a qualquer momento pelo Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum