Fórumcast, o podcast da Fórum
06 de novembro de 2018, 18h18

Por apoio de Bolsonaro, SBT resgata slogan da ditadura militar: “Brasil, ame-o ou deixe-o”

Emissora de Silvio Santos passa a exibir uma série de vinhetas nacionalistas, inclusive com mensagens iguais às utilizadas durante os governos do regime militar

Foto: Reprodução

Um dos slogans mais representativos utilizados pela ditadura militar foi recuperado pelo SBT. A emissora de Silvio Santos passou a exibir, nesta terça-feira (6), várias vinhetas de cunho nacionalista, sempre demonstrando apoio a Jair Bolsonaro. Uma delas mostra pontos turísticos do país, com o áudio: “Brasil, ame-o ou deixe-o”. As informações são do Blog Notícias da TV, do UOL.

Outras mensagens dizem: “Brasil de encantos mil”, “Pra frente Brasil”, “Brasil, pátria amada”, “Brasil, terra adorada” e “Eu te amo, meu Brasil”. Esta última faz parte de uma canção da dupla Dom & Ravel, muito utilizada pelo regime militar como propaganda política.

O slogan “Brasil, ame-o ou deixe-o” começou a ser usado durante o governo do general Emílio Garrastazu Médici (1969 e 1974), período marcado pela forte repressão. De acordo com a Comissão Nacional da Verdade (CNV), foram assassinadas 98 pessoas por razões políticas no governo Médici.

O SBT não comenta sobre o tema. “A assessoria não irá se pronunciar por questões estratégicas”, foi a mensagem. Uma fonte do blog afirma que o uso da vinheta foi uma ordem do próprio Silvio Santos.

Reação

Manuela D’Ávila, deputada estadual pelo PCdoB e candidata à vice de Fernando Haddad (PT) usou seu Twitter para protestar:

“’Eu te amo, meu Brasil, eu te amo, meu coração é’ e ‘Brasil: ame-o ou deixe-o’ são propagandas da ditadura militar. Nós amamos o Brasil. O de todas as cores, credos e opiniões políticas. Enaltecer a ditadura não é amar o Brasil, mas repugnar a democracia e as conquistas da Constituição de 1988. ‘Brasil, ame-o ou deixe-o’ não é sobre amor e patriotismo. É sobre a violência do exílio e do desterro. Tirem o cavalinho da chuva: Vamos ficar, lutar e defender a democracia. Por amor ao Brasil”, tuitou.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum