Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
13 de junho de 2019, 14h18

Por determinação judicial, Bolsonaro se retrata e pede desculpas públicas à deputada Maria do Rosário, do PT

Na nota de retratação, publicada nas redes sociais, ele pede desculpas à deputada petista por ter dito, em 2003, que ela "não merecia ser estuprada"

Maria do Rosário e Bolsonaro na Câmara dos Deputados (Arquivo)

Jair Bolsonaro publicou nesta quinta-feira (13), por determinação judicial, uma nota de retratação em suas redes sociais onde pede desculpas à deputada Maria do Rosário (PT/RS) por ter dito, em 2003, que ela “não merecia ser estuprada”.

“Em razão de determinação judicial, venho pedir desculpas publicamente pelas minhas falas passadas dirigidas à deputada federal Maria do Rosário Nunes”, publicou na nota.

Segundo Bolsonaro, naquele episódio ele teria sido “injustamente ofendido pela congressista”, que o chamou de “estuprador”. “Retruquei afirmando que ela não merecia ser estuprada”.

No documento, o presidente diz aproveitar para manifestar “meu integral e irrestrito respeito às mulheres”. Bolsonaro citou como exemplo de respeito o “protagonismo feminino” em sua posse, quando deixou a primeira-dama, Michelle Bolsonaro discursar antes dele.

“Já no dia da minha posse como Presidente da República, o protagonismo foi feminino, tento a Primeira Dama discursado antes mesmo do Presidente, com a naturalidade que tratamos essas questões em nossas vidas”, relata.

 

Leia a íntegra da Nota


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum