Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
08 de janeiro de 2020, 22h24

Porta-voz de Bolsonaro diz que Bolsa Família precisa “privilegiar mérito”

Convenientemente esquecendo que o presidente se referia ao auxílio como "bolsa esmola", elogiou o programa e ainda chamou os governos anteriores de assistencialistas

Reprodução

O porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, informou à imprensa nesta quinta-feira (8) que o presidente Jair Bolsonaro esteve mais cedo com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, discutindo um novo Bolsa Família estudado pelo governo.

Rêgo Barros não deu detalhes do novo projeto, mas disse que 21% dos brasileiros são sustentados pelo programa, segundo levantamento feito em 2018 pelo governo. Ele ainda revelou que o programa reformulado vai “privilegiar o mérito”.

“É um belo programa, que visa a recuperar alguns aspectos que ficaram para trás nos programas assistencialistas de governos passados, privilegiando mérito, imaginando possibilidades de saída dessas pessoas do programa a partir de que elas evoluam como cidadãos”, disse ele, esquecendo que o presidente chamava o programa pejorativamente de “bolsa esmola”.

Eles também pretendem mudar o nome do programa para “Bolsa Brasil, como disse anteriormente Bolsonaro.

“As arestas estão sendo aparadas, vamos usar essa metáfora, e (o programa) será submetido a uma apreciação conjunta do Ministério da Economia, Ministério da Cidadania, Casa Civil, para que o presidente possa então referendar, por fim, aquilo que vem sendo apresentado a ele”, completou o porta-voz.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum