domingo, 20 set 2020
Publicidade

Presidente chileno critica Bolsonaro: “eu não compartilho afirmações que fez no passado”

O presidente Jair Bolsonaro foi criticado pelo presidente do Chile, Sebastián Piñera, num programa de televisão neste fim de semana, em que discorreu por mais de uma hora sobre diversos assuntos logo após a visita do brasileiro. Piñera se referia à frase “Quem procura osso é cachorro”, que figurava num cartaz pendurado na porta do gabinete de Bolsonaro quando ele era deputado federal pelo PP, em referência à busca de restos mortais de desaparecidos na guerrilha do Araguaia durante a ditadura militar. Para o presidente chileno, as palavras eram “extremamente infelizes” e, em seguida, completou:

— Eu não compartilho muitas das afirmações que Bolsonaro fez no passado — disse, elogiando em seguida outros aspectos do presidente brasileiro.

Nos dias da visita de Bolsonaro ao Chile, o brasileiro foi alvo de manifestações diante do Palácio de La Moneda, em Santiago, sendo criticado por estudantes, feministas, ativistas LGBT e organizações de direitos humanos.

Com informações do Globo

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.