Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

24 de julho de 2019, 11h17

Presidente dividiu o país entre democratas e bolsonaristas, avalia deputado

Deputado avalia que estratégia de Bolsonaro é manter o clima constante de embate a fim de manter eleitorado ativo em defesa do governo

Foto: Oliver Kornblihtt/Mídia Ninja

O vice-líder do PCdoB na Câmara dos Deputados, o federal Márcio Jerry (PCdoB), afirmou ao blog que o presidente Jair Bolsonaro (PSL), dividiu o país entre democratas e bolsonaritas ao pregar o clima de ódio e intolerância no país.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“Bolsonaro substitui a civilidade necessária ao convívio democrático pelo pugilato de boçalidades. É uma forma de erguer, a todo instante, cortina de fumaça e ao mesmo tempo mobilizar os sectários”, disse o deputado.

O Maranhão ganhou as manchetes do jornais de todo o Brasil e até de veículos internacionais após Bolsonaro generalizar os governadores do Nordeste chamando-os de “paraíbas”, e dizer também que o pior deles é justamente Flávio Dino, atual governador do Estado.

“As atitudes do presidente e seu séquito, incluindo milicianos tradicionais e sicários cibernéticos, afrontam a democracia brasileira e constituem uma grave ameaça à segurança institucional do país. Cada vez mais o próprio estabelece que ou se está com a democracia ou com Bolsonaro, e isso é muito grave”, completou Jerry.

Os governadores dos nove estados do Nordeste publicaram uma carta de repúdio às afirmações do presidente. A nota pede esclarecimentos por parte do presidente em relação à sua fala, além de reiterar a defesa da Federação e da democracia.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum