Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de dezembro de 2019, 10h36

Presidente do PSOL critica posição de Lula sobre 2013

Juliano Medeiros defende que as manifestações daquele ano não devem ser resumidas em uma "armação da CIA", mas entendidas como um fenômeno social complexo

Juliano Medeiros, presidente nacional do PSOL (Foto: PSOL Nacional/Divulgação)
O presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros, foi às redes sociais nesta sexta-feira (27) para criticar a opinião do ex-presidente Lula de que os Estados Unidos foram os responsáveis pela articulação das manifestações de 2013 no Brasil. De acordo com Juliano, o fenômeno social daquele ano não deve ser resumido em uma “armação da CIA”.
“Quer dizer que as centenas de historiadores, sociólogos e cientistas políticos de ESQUERDA estão perdendo tempo ao estudar 2013 como um fenômeno social complexo que estava em disputa porque, na verdade, tudo não passou de uma armação da CIA? Discordo”, escreveu, ao compartilhar a reportagem da Fórum com a posição do ex-presidente.
Em seguida, o presidente do PSOL citou intelectuais de esquerda que entendem as manifestações de junho como um fenômeno social complexo, como Vladimir Safatle, André Singer, Flávia Biroli e Leonardo Avritzer.  Boaventura de Sousa Santos caracteriza junho de 2013 como parte das chamadas ‘revoltas de indignação’ que ocorreram no mundo todo a partir de 2011. Me alinho a essa interpretação (uma entre tantas outras). Por isso divirjo da ideia de que tudo não passou de uma armação da CIA”, acrescentou.
A matéria da Fórum compartilhada por Juliano destaca que o ex-presidente entende as manifestações de junho como as principais responsáveis pela disseminação do ódio no país e no impeachment da ex-presidenta Dilma, mas que o levante foi incentivado pela mídia brasileira e pelos Estados Unidos.
“As manifestações de 2013 foram feitas já fazendo parte do golpe contra o PT. Elas já foram articuladas para garantir o golpe. Elas não tinham reivindicações específicas. As manifestações começaram como parte do golpe, incentivadas pela mídia brasileira e incentivadas, acho que inclusive, de fora para dentro. Eu acho já que teve o braço dos Estados Unidos nas manifestações do Brasil”, disse Lula ao ser questionado sobre as manifestações contra o neoliberalismo que sacudiram Chile, Colômbia e Equador no fim de 2019. “A diferença é que essas manifestações são feitas para conquistar direitos”, disse.
Confira:

 

Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum