Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
12 de fevereiro de 2020, 11h11

Presidente “suspenso” da Fundação Palmares diz que jornalista da Folha reduziu “corpo negro a objeto e mercadoria”

Sergio Nascimento, que foi impedido de assumir fundação por decisão da Justiça, entra na onda de ataques à repórter e cobra posição do movimento negro por "ataques da branquitude rica de esquerda"

Reprodução

Suspenso da Fundação Palmares por reproduzir opiniões racistas, Sérgio Camargo Nascimento foi às redes sociais nesta quarta-feira (12) para acusar a repórter da Folha de S. Paulo, Patrícia Campos Mello, de “reduzir o corpo negro a objeto e mercadoria”.

Ao atacar a jornalista, Nascimento está repercutindo a acusação de Hans River do Rio Nascimento, ex-funcionário da Yacows, de que Patrícia se insinuou sexualmente com o intuito de conseguir informações para uma matéria da Folha. A declaração foi feita a parlamentares da CPMI das Fake News no Congresso.

“Patrícia Campos Melo presta um grande desserviço à negritude o reduzir o corpo negro a objeto e mercadoria. Mais uma vez espero manifestação do movimento negro, sempre omisso com os aliados da lacração. E já aviso! Não tentem me usar, kkkkk”, escreveu.

Em outro tuíte, Nascimento ainda critica o movimento negro por não defender Hans River dos ataques da “branquitude rica de esquerda”.

Confira:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum