Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
18 de Maio de 2018, 08h38

Preso denuncia a prática de tortura em prisão da Operação Lava Jato

Detento relata à Defensoria Pública do Paraná que foi agredido em uma de suas passagens pelo Complexo Médico Penal, localizado em Pinhais

Foto: Reprodução/TV Globo

O Complexo Médico Penal (CMP), localizado em Pinhais, um dos locais onde estão os presos da Operação Lava Jato, está sendo alvo de investigação. Segundo reportagem de Bruna Narcizo e Wálter Nunes, da Folha de S.Paulo, a Defensoria Pública do Paraná enviou à corregedoria do Departamento Penitenciário (Depen) do estado a denúncia de que um preso sofreu maus tratos e agressões de agentes penitenciários. O preso revela, ainda, a existência de um local chamado “surda”, sala onde os detentos seriam torturados por carcereiros.De acordo com funcionários do CMP ouvidos pela Folha de S.Paulo, o local é usado para aplicação de medidas disciplinares. Os detentos ficam isolados na por 30, 20 ou 10 dias, dependendo do delito. Durante a punição, ficam suspensos banhos de sol e visitas de familiares. Contudo, os carcereiros não admitem a prática de tortura.

No CMP estão presos da Lava Jato, como o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, o ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras, Ademir Bendine, e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Netto. Não há notícia de que algum deles tenha sido torturado. As agressões foram relatadas por um detento ao defensor público Alexandre Gonçalves Kassama. O defensor relatou à corregedoria que a prática de torturas no CMP já havia sido denunciada por outros detentos e não tinha sido ainda alvo dos defensores por não haver provas. O Depen destaca que “o caso corre sob sigilo e encontra-se em fase inicial de instrução”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum