Fórumcast #20
29 de novembro de 2018, 07h33

Preterido por Bolsonaro, Magno Malta deixa Brasília dizendo que está “magoado e machucado”

“Vou receber a marmita?”, teria dito o senador, que não foi reeleito e acusa os filhos de Bolsonaro e o general Hamilton Mourão pelo veto ao seu nome para o Ministério da Cidadania.

Coluna da jornalista Andreza Matais, na edição desta quinta-feira (29) no jornal O Estado de S.Paulo, diz que o senador Magno Malta (PR/ES) deixou Brasília dizendo estar “magoado e machucado”, após ter sido preterido mais uma vez pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), no Ministério da Cidadania. Nesta quarta-feira (28), o capitão da reserva anunciou Osmar Terra (MDB/RS) para o comando da pasta.

Segundo a colunista, Malta, que conduziu a oração na casa de Bolsonaro após o resultado das urnas, reclamava de estar entre os últimos a serem convocados. “Vou receber a marmita?”, teria dito o senador, que não foi reeleito e acusa os filhos de Bolsonaro e o general Hamilton Mourão pelo veto ao seu nome.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

O anúncio de Osmar Terra para a pasta da Cidadania, irritou a bancada evangélica, que teria se reunido com Bolsonaro na terça-feira (27) e indicado nomes para o ministério, entre eles o do deputado pastor Marco Feliciano (PSC/SP).

Veja também:  Capa de jornal carioca sobre "troca-troca" de Frota viraliza nas redes

O fato desagradou muito o pastor Silas Malafaia, que acreditava na escolha de Malta. “A única pessoa que pode responder por que o Magno não foi confirmado é o próprio presidente. Para mim, Bolsonaro disse três vezes que estava pensando em colocar o Magno no Ministério da Cidadania. Apoio integralmente o Bolsonaro, mas não vou concordar 100% com as ações dele. A unanimidade é burra”, afirmou o pastor evangélico.

Agora que você chegou ao final desse texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum