Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
22 de janeiro de 2020, 09h35

Primeiro Enem de Weintraub coleciona queixas no MPF em maior falha desde 2010

Ministro diz que os erros atingiram 5.974 participantes. No entanto, 172 mil queixas já foram encaminhadas ao MEC

Foto: Reprodução

O Ministério Público Federal (MPF) tem recebido nos últimos dias queixas em série de estudantes contra o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019, o primeiro sob o comando de Abraham Weintruab, ministro da Educação de Jair Bolsonaro. Ao menos cinco estados acionaram o órgão por erros na nota da prova.

Weintraub, no entanto, mentiu sobre a abrangência da crise. De acordo com ele, os erros atingiram 5.974 participantes. Contudo, 172 mil queixas já foram encaminhadas ao MEC. Desde 2010 o órgão não comete falhas com um número tão elevado de afetados. Naquele ano, a prova vazou e o MEC teve de adiar o exame. A decisão atingiu todos os 4,1 milhões de pessoas.

No Twitter, o ministro celebra o número de inscritos na prova e não comenta as queixas nas procuradorias federais. “Bom dia! 1º dia de inscrições do #Sisu2020: 993.311 pessoas inscritas. O número é mais que o dobro do ano anterior, quando fechamos em 492 mil inscritos”, escreveu nesta quarta-feira (22). Na última sexta (17), ele disse que o Enem de sua gestão foi “o melhor já realizado”.

A União Nacional dos Estudantes (UNE) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) também acionaram o MPF para que haja uma auditoria sobre o resultado do Enem, assim como uma investigação sobre a conduta de Weintraub e do presidente do Inep, Alexandre Lopes.

Confira:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum