Prisão de Zé Trovão depende da polícia mexicana

Segundo investigadores da PF, ainda seria necessária uma autorização de um juiz mexicano para validar a ordem de prisão

De acordo com investigadores da Polícia Federal (PF), o cumprimento da prisão do bolsonarista Marcos Antônio Pereira Gomes, o Zé Trovão, depende agora das autoridades e da polícia mexicana. Até o momento, o caminhoneiro ainda não foi preso.

Zé Trovão foi incluído pela PF na lista de procurados da Interpol após ordem judicial do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

Como Zé Trovão está em território estrangeiro, essa ordem internacional de prisão agora precisa ser cumprida pela polícia mexicana. Segundo investigadores, ainda seria necessária uma autorização de um juiz mexicano para validar a ordem de prisão.

Há duas alternativas para a prisão de Zé Trovão. Uma delas é que a polícia mexicana efetue a prisão. Além disso, as autoridades brasileiras ainda deverão solicitar ao governo mexicano a extradição do bolsonarista.

Outra opção é efetuar apenas a abertura do processo de extradição. Assim que for enviado de volta ao Brasil, ele é preso por aqui. Esse processo de extradição, porém, tem diversos trâmites burocráticos e deve levar algum tempo para ser finalizado.

A Polícia Federal possui um delegado em atividade no solo mexicano, na função de adido, que está acompanhando o assunto.

Com informações do Globo

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.