Procurador que aparece em diálogo vazado nega que tenha feito “piada de mau gosto” contra Lula

José Robalinho comentou sobre os trechos revelados pelo Blog do Rovai

O procurador José Robalinho, ex-presidente da ANPR e membro do MPF/PRR1, é um dos que aparecem em trecho de diálogo apreendido na “Operação Spoofing” revelado pelo Blog do Rovai, na Fórum, nesta segunda-feira (1). O procurador afirma que não se lembra da conversa, mas nega que tenha feito piada ao comentar sobre o avião que levou o ex-presidente Lula de São Bernardo do Campo para Curitiba no dia de sua prisão.

“O grupo que parece vir as mensagens já foi apagado, então não tenho as mensagens aqui e não tenho nem como comprovar isso. Sobre o avião, eu não me lembrava de ter falado disso, mas quando Lula subiu no avião eu achei ele estranho mesmo. Um avião duplo-hélice. Depois me disseram que era um avião dos mais seguros do mundo”, disse o procurador ao ser questionado pela Fórum sobre as mensagens.

“Essa fala pode parecer uma piada de mal gosto, mas foi apenas uma manifestação de estranheza entre amigos. Não entendo de avião”, alegou.

No trecho ele aparece dizendo o seguinte: “Estão dizendo que o avião eh igual ao do Teori….Mas para mim parece mais velho…kkk”.

Se foi irônico ou não, o comentário de Robalinho até tem seu fundo de verdade. Como informou a coluna Poder, da Folha, na ocasião, o avião que levou o ex-presidente era mais modesto que o de outras figuras presas na Lava-Jato, mas diferente do que sofreu o acidente com o ex-ministro Teori Zavaski.

Robalinho ainda explica a outra mensagem que teria sido dita por ele (“Já preparei nota defendendo a Lava Jato (Deltan e Cia)”), apesar de reforçar que não pode confirmar a autencidade.

“Eu como presidente da associação exerci uma função de defender a Lava Jato. É papel da associação defender os colegas. Defendi contra ataques do presidente Lula, da presidente Dilma, do presidente Temer, do PP, MDB, do PT. Era meu papel defender a Lava Jato”, declarou.

“Eu não tiro o direito do presidente Lula se defender com a veemencia que achar devida, mas é também do jogo que a associação defenda os seus associados. O presidente Lula fez um discurso muito contra o associado Deltan Dallagnol. Era obrigação da ANPR de defender o Deltan. Nesse dia quem fez o ataque primeiro foi o presidente Lula. Ele pessoalmente falou do Deltan, o que obrigou a associação em fazer uma defesa. Acho que Lula extrapolou”, completou.

Publicidade

O procurador ainda afirma que não se envolveu em nenhum momento no processo do ex-presidente Lula. “Quando estava na ANPR estava desligado de minhas funções no Ministério. Fiquei afastado das funções de 2015 a 2019. Não chegou nada da Lava-Jato na minha mão”, declarou.

Robalinho comentou também sobre a declaração atribuída à procuradora Lívia Tinoco. “Pelo que estão me falando, o que Livia diz foi o próprio Lula que falou, mas isso é melhor perguntar a ela”, disse.

Publicidade

A Fórum entrou em contato com a assessoria de comunicação do Ministério Público Federal para conseguir falar com a procuradora citada. A demanda foi repassada à Procuradoria da República no Sergipe, onde ela está lotada.

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e pela América Latina, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum Global

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR