Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de setembro de 2018, 17h33

Produtora fantasma recebe R$ 240 mil de campanha de Bolsonaro, diz revista Época

Para advogados eleitorais ouvidos pela publicação, divulgar na prestação de contas o CNPJ de uma empresa laranja pode ser considerado crime de falsidade ideológica eleitoral

Foto: Agência Câmara

De acordo com reportagem da revista Época, uma produtora de vídeo fantasma, que funciona somente no papel, em Petrolina (PE), recebeu R$ 240 mil para produzir vídeos de campanha de Jair Bolsonaro (PSL) para redes sociais e televisão. O valor corresponde a 20% do total gasto na campanha pelo militar até o momento. As informações são de Cristian Favaro, do Terra.

A reportagem da Época visitou a produtora, cujo nome é “Mosqueteiros Filmes Ltda, e encontrou apenas uma casa vazia, com um anúncio de vende-se. A informação obtida com os donos do imóvel é que a empresa havia alugado uma sala há muito tempo e que tinham deixado o local há anos.

Este serviço, segundo a revista, é realizado por outra empresa, cujo sócio seria parente dos donos da “Mosqueteiros”. Na opinião da advogada Karina Kufa, responsável pela prestação de contas da campanha de Bolsonaro, isso é apenas um problema trabalhista da produtora.

No entanto, para advogados eleitorais ouvidos pela revista, divulgar na prestação de contas o CNPJ de uma empresa laranja pode ser considerado crime de falsidade ideológica eleitoral.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum