Entrevista exclusiva com Lula
19 de abril de 2019, 08h51

Professor é demitido depois de criticar Bolsonaro durante aula em São José dos Campos

Por intermédio de uma nota, o colégio Poliedro informou: “A instituição zela pelo ambiente de aprendizagem e estabelece regras para professores e alunos”, diz

Foto: Reprodução/Vídeo

Um professor acabou demitido, na última quarta-feira (17), depois que o vídeo de uma aula de geografia, na qual ele criticava Jair Bolsonaro e a opção dos eleitores, viralizou na web. Ele era docente da escola particular Poliedro, em São José dos Campos, interior de São Paulo.

O vídeo foi gravado por um aluno do Ensino Médio, sem que o professor soubesse. “Já parou pra pensar que esse imbecil que ganhou porque foi a maioria que votou? Então foi democrático, certo? Mas sabe o que é pior? É quando a maioria que ganhar quer que a outra parte se f*. Se a maioria ganha e quer ajudar o resto, é uma coisa, mas quando a maioria ganha e quer que o preto se ferre, o pobre se ferre, o gay se ferre e a mulher se ferre, aí é pior que uma ditadura”, declarou o professor.

Ele mencionou o discurso da primeira-dama Michelle Bolsonaro na posse do marido. “Lembra que a mulher dele foi lá, linda fazer discurso pra surdo? O que ele fez no dia seguinte? Ele excluiu a pasta que cuida dos direitos de todos os surdos”, relembrou.

A escola

Por intermédio de uma nota, o Poliedro informou suas razões para a demissão: “A instituição zela pelo ambiente de aprendizagem e estabelece regras para professores e alunos”, diz.

As orientações, ainda de acordo com a assessoria de imprensa da instituição, incluem usar uma linguagem adequada ao ambiente acadêmico e também são feitas indicações explícitas sobre o não posicionamento político-partidário ou ideológico que possa provocar qualquer compreensão equivocada sobre aquilo que é conteúdo programático da disciplina e aquilo que é opinião do professor.

“Reiteramos que a escola é um espaço para a pluralidade de ideias e para o diálogo, que favoreça o desenvolvimento intelectual e ajude o aluno a formar suas próprias convicções com respeito a visões divergentes”, diz.

Assistam ao vídeo:

Com informações do G1


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum