Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de março de 2019, 06h00

Projeto quer derrubar decreto que impede expansão de universidades federais

Iniciativa é dos deputados petistas Zeca Dirceu e Reginaldo Lopes; ministro da Educação diz que não pode responder por 11 mil cortes em instituições de ensino superior da União

Fot

Os deputados federais Zeca Dirceu (PT-PR) e Reginaldo Lopes (PT-MG) tentam derrubar decreto do governo Jair Bolsonaro, que, entre outros pontos, extinguiu 11 mil gratificações e funções de confiança em instituições de ensino superior da União.

A medida do Ministério da Economia, segundo Zeca, anula qualquer possibilidade de expansão de universidades e institutos federais – em descumprimento ao Plano Nacional de Educação (PNE).

Em reunião com o ministro Ricardo Vélez Rodriguez nesta quarta-feira (27), na Câmara, o deputado do PT questionou sua posição sobre os cortes.

“Não passou pela minha mão. Não posso responder por isso”, disse o responsável pela Educação no Brasil.

“O ministro desconhecer é ruim, mas não ter opinião? Não se opor a isso? É uma prova de que temos um ministro que não defende a Educação”, avaliou Zeca Dirceu ao final do encontro.

O Projeto de Decreto Legislativo dos parlamentares petistas foi encaminhado à Comissão de Trabalho da Câmara.

“Estranhamente. Vamos tentar acordo com líderes para levar ao plenário”, adiantou o petista do Paraná.

O decreto que Zeca e Reginaldo tentam derrubar extinguiu, na estrutura da União, 159 cargos comissionados e 20.841 funções de confiança e gratificações. O maior corte foi na Educação – 13.916 postos.

 

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum