Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
21 de fevereiro de 2019, 07h55

Proposta de Bolsonaro para idoso miserável é “desumana”, diz Alckmin

O PSDB foi fiador de Michel Temer após o impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff para que reformas econômicas como a das aposentadorias e a trabalhista fossem aprovadas

Alckmin e Bolsonaro nas eleições de 2018 - Reprodução

Presidente do PSDB, ex-governador e candidato à presidência da República nas últimas eleições, Geraldo Alckmin considerou “desumana” a proposta da reforma da Previdência para o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

O BPC é uma ajuda assistencial de um salário mínimo paga a idosos paupérrimos, cuja renda familiar é inferior a 1/4 do salário mínimo. Com a reforma da Previdência do governo, o benefício concedido será de R$ 400 para quem tiver 60 anos, e só alcançará o salário mínimo quando o idoso completar 70 anos. Hoje, quem tem a partir de 65 anos pode requisitá-lo.

Alckmin disse a jornalista Daniela Lima, da coluna Painel, na edição desta quinta-feira (21) da Folha de S. Paulo, que é “desumano” fazer com que idosos miseráveis só possam receber um salário mínimo integral após os 70 anos. Vale lembrar que o PSDB é um apoiador de primeira hora da reforma da Previdência. O partido foi fiador de Michel Temer, após o impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff, para que reformas econômicas como a das aposentadorias e a trabalhista fossem aprovadas.

Segundo a coluna, Alckmin adotou tom cauteloso ao comentar a reforma de uma maneira geral. Ele disse que o PSDB vai se debruçar sobre o texto e debatê-lo com especialistas após o Carnaval.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum