Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
23 de outubro de 2019, 16h41

PSOL entra com representação na PGR contra família Bolsonaro por milícias digitais

“A crise no PSL serviu para expor aquilo que todo mundo já sabia, a máquina de fake news e de perseguição política bancada com dinheiro público a serviço de Bolsonaro”, diz Ivan Valente, líder do partido na Câmara

Deputado Ivan Valente é líder do PSOL na Câmara - Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

A bancada do PSOL protocola nesta quarta-feira (23) na Procuradoria-Geral da República (PGR) uma representação contra Jair, Flávio, Eduardo e Carlos Bolsonaro. A iniciativa se ampara nas denúncias da existência de um esquema de milícia digital.

O anúncio foi feito pelo líder do PSOL na Câmara, deputado Ivan Valente (SP), durante reunião da CPMI das Fake News.

Segundo a representação, a família Bolsonaro comete:

– Ato de improbidade art. 11 – Lei 8429/1992 – lei de Improbidade Administrativa;
– Crime de prevaricação – art. 319 do Código Penal;
– Prática de advocacia administrativa, conduta vedada no art. 321 do Código Penal;
– Crime de responsabilidade – art. 6 da Lei 1078/1950.

A representação pede abertura de investigação; depoimentos de Alexandre Frota (PSDB/SP), Joice Hasselmann (PSL/SP) e delegado Waldir (PSL/GO); ao TSE informações sobre as investigações de fake news durante campanha eleitoral; ao STF compartilhamento de dados levantados sobre a atuação da milícia digital que ameaçou membros da Corte.

Perseguição política

“A crise no PSL serviu para expor aquilo que todo mundo já sabia, a máquina de fake news e de perseguição política bancada com dinheiro público a serviço de Bolsonaro. A diferença agora é que são os próprios membros do PSL que estão abrindo o bico”, declarou Valente.

Veja aqui a íntegra da representação


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum