O que o brasileiro pensa?
09 de fevereiro de 2020, 13h33

PSOL exige esclarecimentos sobre morte de Adriano da Nobrega, suspeito do assassinato de Marielle

A executiva lembra que “Adriano da Nóbrega era peça chave para revelar os mandantes do assassinato de Marielle e Anderson”

Marielle Franco - Foto: Mídia Ninja

A executiva nacional do PSOL soltou nota pública, na manhã deste domingo (9), exigindo esclarecimentos sobre as circunstâncias da morte do miliciano Adriano da Nobrega, suspeito de assassinato da ex-vereadora do partido, Marielle Franco, e também de seu motorista, Anderson Gomes.

A executiva lembra que “Adriano da Nóbrega era peça chave para revelar os mandantes do assassinato de Marielle e Anderson. Avaliaremos medidas que envolvam autoridades nacionais. Seguimos exigindo respostas e transparência para pôr fim à impunidade”.

Leia a nota na íntegra abaixo:

NOTA PÚBLICA

Na manhã deste domingo ficamos sabendo pela imprensa que Adriano da Nóbrega, miliciano ligado a Flávio Bolsonaro e um dos chefes da milícia conhecida como Escritório do Crime, foi morto pela polícia na Bahia. Adriano estava foragido e era suspeito de envolvimento no assassinato de nossa companheira Marielle Franco e Anderson Gomes.

A Executiva Nacional do PSOL exige esclarecimentos sobre as circunstâncias da morte do miliciano e, através de sua Executiva Nacional, de sua direção regional Bahia e parlamentares, solicitará uma audiência com a Secretaria de Segurança Pública daquele estado para obter maiores informações, uma vez que Adriano da Nóbrega era peça chave para revelar os mandantes do assassinato de Marielle e Anderson. Avaliaremos medidas que envolvam autoridades nacionais. Seguimos exigindo respostas e transparência para pôr fim à impunidade.

 

Marielle e Anderson: presentes!

Executiva Nacional do PSOL

São Paulo, 9 de fevereiro de 2020


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum