O que o brasileiro pensa?
05 de julho de 2020, 18h51

PT de luto: morre Assis Carvalho

O parlamentar não resistiu a um infarto

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Por Pensar Piauí

O deputado federal, Assis Carvalho, não resistiu ao infarto e faleceu na tarde deste domingo em Oeiras, Piauí.

O deputado estava  em sua cidade natal, para onde havia ido desde o isolamento social.  Mesmo atendido numa Unidade de Pronto Atendimento faleceu hoje.

Em 2012, o parlamentar teve um princípio de infarto e em 2019 também teve complicações no coração. Assis Carvalho tinha problemas cardíacos e já passou por procedimentos cirúrgicos.

Francisco de Assis Carvalho Gonçalves era seu nome completo. Ele nasceu em Oeiras em 9 de setembro de 1961,  era servidor público e exercia o terceiro mandato de deputado federal pelo Piauí.

Filho de Antônio Sobreira Gonçalves e Ana de Carvalho Gonçalves.

Licenciado em Letras pela Universidade Federal do Piauí em 1997, trabalhou na Caixa Econômica Federal.

Membro da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Financeiro (CONTRAF), perdeu a eleição para deputado federal em 2002, mas a vitória de Wellington Dias ao governo do Piauí garantiu-lhe a direção-geral no Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) sendo realocado na presidência da Águas e Esgotos do Piauí (AGESPISA).

Sempre filiado ao PT, foi eleito deputado estadual em 2006, licenciando-se para exercer o cargo de secretário de Saúde ao longo do segundo governo Wellington Dias. A seguir foi eleito deputado federal pelo Piauí em 2010, 2014 e 2018.

Gestor eficiente e premiado na Secretaria de Estado da Saúde, direção do Detran-PI e presidente da Agespisa (companhia de águas do Piauí); deputado estadual mais bem votado pelo PT em 2006 com quase 34 mil votos e parlamentar influente na Assembleia Legislativa do Piauí; militante atuante nos movimentos sociais como presidente da Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal e referência na luta pela implementação de rádios comunitárias e no movimento sindical. Deputado federal mais votado pelo PT com quase 100 mil votos em 2010.

Nascido no povoado Santo Antonio, em Oeiras, era casado com Isabel Carvalho e pai de três filhos, era o mais velho de oito irmãos. Começou a trabalhar cedo para ajudar nas despesas da casa, dividindo o tempo entre os estudos e a venda de picolés para incrementar a renda familiar. Na primeira vez que entrou numa escola para estudar tinha quase10 anos de idade.

Mudou-se para Teresina, onde continuou os estudos e trabalhou como auxiliar de assentador de vidros, auxiliar de escritório, gerente de lojas volantes até passar no concurso para bancário da Caixa Econômica Federal, em 1982. Formou-se em Letras pela Universidade Federal do Piauí no ano de 1997.

Em seu histórico, constam diversas ações pela melhoria da qualidade de vida dos piauienses. Na administração Wellington Dias, enfrentou três grandes desafios e, com muito trabalho e seriedade, conseguiu corresponder às expectativas do povo do Piauí. Em sua gestão como secretário de Saúde, hospitais foram reformados, equipamentos de ponta estão ajudando a modernizar o atendimento médico, a saúde foi descentralizada, investimentos foram feitos para melhorar a atenção primária.

Foi diretor geral do Detran, considerado, na época, um dos piores departamentos de trânsito do Brasil. Durante sua gestão, Assis informatizou, modernizou e ampliou o atendimento. Realizou campanhas educativas vitoriosas como a faixa de pedestres e promoveu a moralização do órgão, combatendo a máfia do Detran. Ao final de sua administração, o Detran do Piauí subiu para a segunda colocação no ranking brasileiro, tornando-se motivo de orgulho para os piauienses.

Foi também presidente da Agespisa – onde buscou levar a água para o máximo de famílias. Modernizou, descentralizou e ampliou o atendimento, investiu nas estações de tratamento para garantir a qualidade da água. A campanha pelo uso racional da água e a ampliação do abastecimento de água na capital e no interior beneficiou cidades como Guaribas.

Como deputado estadual presidiu a Comissão de Constituição e Justiça e aprovou projetos importantes como o Código de Saúde do Piauí.

Nos anos 90, Assis liderou o movimento pela democratização da comunicação que teve como ponto alto a instalação de rádios comunitárias em todo o Piauí. Ele foi o primeiro presidente da Associação de Rádios Comunitárias do Estado.

Como bancário, alcançou importantes conquistas para a categoria, junto com valorosos companheiros que hoje também são destaques: Wellington Dias, Simplício Mário, Jesus Alves, Regina Sousa. Presidiu a Associação do Pessoal da Caixa (APCEF) e foi duas vezes dirigente do Sindicato dos Bancários. Foi ainda membro da diretoria da Confederação Nacional dos Bancários e sócio-fundador da Cooperativa de Crédito dos Bancários de Teresina.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum