sábado, 24 out 2020
Publicidade

PT denuncia medidas “absurdas” de Bretas contra advogado de Lula

Segundo o Partido dos Trabalhadores, o juiz da Lava Jato do Rio de Janeiro, que tem se aproximado do presidente na esperança de ser seu indicado para o STF, realiza “um ataque à reputação do advogado Cristiano Zanin”

O PT divulgou neste domingo (20) uma nota oficial criticando as manobras recentes realizadas pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, contra o advogado Cristiano Zanin, que lidera a equipe que defende o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo a nota, as medidas de Bretas contra Martins são “absurdas, e configuram mais um ataque à reputação do advogado Cristiano Zanin Martins, por ter denunciado e comprovado os métodos criminosos da Lava Jato de Curitiba”.

Entre as medidas determinadas pelo juiz da Lava Jato do Rio de Janeiro contra o advogado de Lula estão o bloqueio ilegal das contas bancárias do escritório de Zanin, “decretado e vazado arbitrariamente pelo juiz Marcelo Bretas, é um dos mais degradantes exemplos de partidarização do sistema judicial entre as inúmeras violações e crimes já cometidos no âmbito da Lava Jato”, descreve o comunicado.

O juiz Marcelo Bretas vem tentando se aproximar do bolsonarismo desde o início do mandato do atual presidente, e é um dos especulados para ser indicado por Jair Bolsonaro ao STF (Supremo Tribunal Federal), para a vaga que será aberta com a saída de Celso de Mello.

Victor Farinelli
Victor Farinelli
Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).