Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
03 de março de 2019, 19h18

PT vai acionar corregedoria da Polícia Federal sobre agente com distintivo da Swat que escoltou Lula

"O problema não é o mesmo policial que fez a escolta do Lula ter feito a segurança do Bolsonaro nas eleições. O grave é o engajamento político do policial pró Bolsonaro. É caso de corregedoria. Vamos tomar providências. E pedir explicações do porque ostentar o símbolo da polícia americana", tuitou Gleisi

Foto: Ricardo Stuckert

A presidenta do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PT/PR) afirmou neste domingo (3) pelo Twitter que o partido vai entrar com pedido de explicações na Corregedoria do Polícia Federal sobre o agente que fez a escolta do ex-presidente Lula ao velório do neto, Arthur, neste sábado.

Danilo Campetti, que aparece com distintivo da “Miami Police – S.W.A.T.”, faz parte da equipe de escolta de Jair Bolsonaro (PSL) desde a campanha presidencial e em suas redes sociais assume o apoio ao capitão da reserva.

“O problema não é o mesmo policial que fez a escolta do Lula ter feito a segurança do Bolsonaro nas eleições. O grave é o engajamento político do policial pró Bolsonaro. É caso de corregedoria. Vamos tomar providências. E pedir explicações do porque ostentar o símbolo da polícia americana”, tuitou Gleisi.

Conforme antecipado pela Fórum, Danilo Campetti usa uma imagem de perfil ostentando a “bandeira” que carregou em 2018: “#tchauPT. Agora com o mito”, diz a foto do perfil, que também já foi ornamentada com a frase “Bolsonaro 2017: Muda Brasil de verdade”

Leia também: Policial Federal com distintivo da Swat que escoltou Lula é apoiador de Bolsonaro nas redes sociais

Econômico em suas postagens, o policial federal que fez a escolta de Lula segue a linha do líder, com publicações que mostram que, também para ele, “bandido bom é bandido morto”.

Ódio ao PT
O policial ainda mostra que o discurso antipetista surgiu bem antes de Danilo tornar-se agente de proteção a Bolsonaro. Em novembro de 2013, o policial compartilha uma imagem do ex-deputado José Genoíno (PT/SP) lendo um jornal com a manchete: Lugar de ladrão é na cadeia. “Isso mesmo”, escreve o agente.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum