sexta-feira, 18 set 2020
Publicidade

“Quando isso acabar, saio do país e fica tudo certo”, disse agressor de Elaine Caparroz

O advogado Vinicius Batista Serra, de 27 anos, que espancou durante 4 horas a empresária e paisagista Elaine Caparróz, de 55 anos, disse na delegacia que “quando isso acabar, saio do país e fica tudo certo”. As informações foram divulgadas nesta sexta-feira (8) pelo jornal El País.

Segundo a reportagem, a frase foi dita aos agentes da 16ª Delegacia de Polícia do Rio de Janeiro, onde foi levado. A delegada Adriana Belém, responsável pelo caso, afirmou que Vinicius demonstra desprezo pelo que houve.

Nunca vi tanta frieza. Vinicius é um homem dissimulado e em momento algum demonstrou nervosismo ou arrependimento.” Ela concluiu que o lutador sentia prazer com a dor da vítima. “Esperava que Elaine recobrasse os sentidos para voltar a bater. Ela desmaiava de novo, ele parava.”

Ao aceitar a denúncia contra ele e decidir pela manutenção da prisão, o titular da 3ª Vara Criminal, juiz Alexandre Abrahão Teixeira, considerou, entre outras coisas, “que Vinicius é dado à prática reiterada de atos violentos contra pessoas frágeis”. Em 2016, bateu no irmão deficiente, movido pelo sumiço de 1.200 reais, achados logo em seguida. No meio daquela confusão, o pai entrou para poupar o mais fraco, acabou apanhando também, e levou o caso à polícia. Mas não seguiu com um processo.

Vinicius responderá por tentativa de homicídio triplamente qualificado (meio cruel, mediante dissimulação e contra mulher por razões da condição de sexo feminino. Ou seja, por tentativa de feminicídio).

Leia a reportagem completa no El País

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.