#Fórumcast, o podcast da Fórum
20 de junho de 2019, 13h24

“Quero denunciar a quebra da regra democrática nas universidades do Brasil”, diz Boaventura

Doutor em sociologia e professor da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, demonstra apoio às universidades federais do Brasil e denuncia as escolhas do governo Bolsonaro para reitoria das universidades, ignorando a lista tríplice

O governo Jair Bolsonaro (PSL) nomeou, no ultimo dia 12 de junho, a professora Mirlene Ferreira Macedo Damázio, reitora temporária da Universidade Federal da Região da Grande Dourados (UFGD), no Mato Grosso do Sul. A reitoria costuma ser definida pela instituição, mas é a primeira vez, em ao menos 15 anos, que um presidenciável interfere desta forma em uma universidade federal.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

Boaventura de Sousa Santos, doutor em sociologia e professor da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, gravou um vídeo em apoio às universidades. Nele, Boaventura diz que a Universidade Federal da Região da Grande Dourados é a primeira a ter lista tríplice ignorada: “me doí e quero denunciar a quebra da regra democrática que estava em vigor nas universidades do Brasil”.

Na terça-feira (18), o governo descumpriu o acordo, em outra Universidade, desta vez na UFTM (Universidade Federal do Triângulo Mineiro) onde o segundo colocado da lista tríplice de candidatos definida pela instituição, foi escolhido.

Leia também: Comunidade acadêmica denuncia e protesta contra intervenção do MEC na UFGD

A lei permite que o presidente escolha um dos três nomes enviados após escolha interna da universidade. Desde o governo Lula (PT), a tradição tem sido a escolha do primeiro por respeitar a vontade da comunidade. A decisão na UFTM deixou de fora o professor de filosofia e ciências sociais Fábio Fonseca, que já foi filiado ao PT e ao PSOL e havia encabeçado a lista tríplice.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum