Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
11 de março de 2019, 17h48

Raquel Dodge arquiva ação que pedia suspeição de Gilmar Mendes

Procuradores da Lava Jato solicitaram à PGR que o ministro do STF fosse declarado suspeito nas investigações envolvendo o operador tucano Paulo Preto e Aloysio Nunes

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, arquivou, nesta segunda-feira (10), o pedido da Operação Lava Jato para que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, fosse declarado suspeito nas investigações envolvendo Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, operador do PSDB, e o ex-ministro Aloysio Nunes (PSDB).

Na última emana passada, a força-tarefa da Lava Jato encaminhou para Raquel Dodge informações para uma eventual “arguição de suspeição” do ministro Gilmar Mendes em julgamentos relacionados ao operador tucano, Paulo Preto.

Segundo procuradores, telefonemas e mensagens seriam mais do que indícios de que Aloysio Nunes buscou interferir em julgamento de habeas corpus em favor de Paulo Preto, em contato pessoal com o ministro do Supremo.

Paulo Preto e Aloysio Nunes foram alvos da Operação Ad Infinitum, uma das fases da Lava Jato. A força-tarefa investigou contas na Suíça atribuídas a Paulo, que chegaram a R$ 130 milhões. Um cartão de crédito teria sido emitido em favor de Aloysio Nunes.

Evidências

De acordo com a PGR, “as evidências materiais narradas na representação não indicam amizade íntima que possa justificar, sob o critério jurídico-processual, arguir a exceção de suspeição do relator, inclusive porque ele, diante do esclarecimento dos fatos pela Juíza da causa, revogou sua liminar e permitiu o curso regular da ação penal que resultou em condenação à pena elevada”.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum