Fórumcast, o podcast da Fórum
16 de julho de 2019, 12h26

Rede de fast food que Eduardo Bolsonaro diz ter trabalhado não vende hambúrguer

A rede de fast food Popeye's é especializada em frango frito e não vende hambúrguer, uma das credenciais usadas por Eduardo Bolsonaro para dizer que pode ser embaixador do Brasil nos EUA

Reprodução/Twitter

Em vídeo publicado nas redes sociais, o deputado federal e aspirante a embaixador Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) disse ter trabalhado na rede de fast food Popeye’s. O grupo, no entanto, é especializado em frango frito e não vende hambúrguer, uma das credenciais usadas por Eduardo para dizer que pode ser embaixador nos EUA.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

A rede fundada em 1972 em Louisiana adota o frango frito empanado como seu carro chefe. A maioria dos lanches oferecidos é feita com o empanado, ou com a versão em peixe. O mais próximo de um hambúrguer tradicional que a rede vende é um sanduíche de frango frito empanado.

Quando foi anunciado por Jair Bolsonaro como postulante à vaga de emabaixador do Brasil no Estado Unidos, Eduardo Bolsonaro disse cumprir os requisitos por ter “feito intercâmbio e fritado hambúrguer”. Em vídeo, ele exibiu a rede Popeye’s como responsável pelo seu credenciamento, que parece deixar o deputado na mão.

Veja também:  Enquanto a Amazônia arde em chamas, Eduardo Bolsonaro corteja Trump e fala da Venezuela

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum