Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
31 de outubro de 2019, 20h33

Redes bolsonaristas se enfurecem com possibilidade de levante popular

O clã Bolsonaro e suas milícias virtuais demonstram nervosismo com a possibilidade de uma onda de protestos atingir o Brasil e usa artilharia contra parlamentares como Humberto Costa (PT) e Sâmia Bonfim (PSOL)

Ato no Chile (Foto: Esteban Calderón/El Desconcierto)

A milícias virtuais do bolsonarismo definiram o senador Humberto Costa (PT-PE) como o novo alvo nesta quinta-feira (31) em meio a uma cruzada iniciada pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) contra a possibilidade da emergência de uma onda de protestos no Brasil similar ao Chile. Eduardo demonstrou descontrole nos últimos dias ao comentar sobre as mobilizações, citando o retorno do AI-5 e atacando a deputada federal Sâmia Bonfim (PSOL-SP).

O nome Humberto Costa foi parar nos assuntos do momento do Twitter em razão de uma ação coordenada pelas redes bolsonaristas para atacá-lo em razão de uma postagem que previa que o Brasil viveria uma onda de mobilizações contra o neoliberalismo tal qual o Chile.

“A paciência do povo com a direita ultraliberal, fascista e entreguista está acabando em diversos lugares do mundo. Jair Bolsonaro está com os dias contados. É questão de tempo. A hora do Brasil vai chegar. Anotem aí”, disse o senador no dia 19 de outubro. Essa mensagem tem sido replicada em diversas contas.

Um dos que postou um print do tuíte de Humberto nesta quinta foi o assíduo tuiteiro bolsonarista Leandro Ruschel, dizendo que o parlamentar cometeu “crime contra a Segurança Nacional” ao defender manifestações de rua contra o presidente Jair Bolsonaro. A mensagem foi usada como um dos argumentos de Eduardo Bolsonaro para defender o retorno do AI-5.

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) também replicou a mensagem e disse que “por mais que alguns façam muita força para importar o caos de outros países da América Latina, o Brasil já está dando certo!”.

O descontrole de Eduardo sobre as manifestações nos países vizinhos também ficou visível na quarta-feira, quando ele atacou uma postagem da deputada Sâmia Bonfim em que a parlamentar convocava mobilizações em razão de um possível elo de Jair Bolsonaro com a morte de Marielle Franco, revelado pelo ‘Jornal Nacional’. No dia 5 de novembro estão convocados protestos de “Basta Bolsonaro”.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum