Fórumcast #19
04 de agosto de 2019, 19h34

Reforma da Previdência volta ao centro dos debates no Congresso Nacional

Oposição afirma que o projeto destrói a Previdência pública do País, penaliza as pessoas mais pobres e pensionistas

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Com o fim do recesso parlamentar na próxima semana, a reforma da Previdência volta ao centro das discussões. O texto foi aprovado, em primeira votação, na Câmara dos Deputados, às vésperas do recesso parlamentar de julho. Agora, ele deve passar por mais um turno de votação na Casa.

Empenhado na aprovação da pauta, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), esteve com o secretário da Previdência, Rogério Marinho, com o deputado Marcelo Ramos (PL-AM), que presidiu a Comissão Especial sobre o assunto, com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni e com o presidente Jair Bolsonaro.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

Esta semana Maia deve se reunir líderes governistas em um jantar para mapear os votos. Sua estimativa é de que a matéria seja votada até quarta-feira (7).

Injusta

Senadores de oposição, como Jean Paul Prates (PT-RN), prometem aprovar a proposta apenas “quando o texto corrigir as injustiças e os problemas nela contida”. O senador reconhece que na Câmara a proposta avançou, mas diz que segue “injusta” para os mais pobres.

Veja também:  Chanceler de Bannon, Eduardo Bolsonaro anuncia congresso conservador mundial no Brasil

O líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS), avalia que a reforma “é um projeto que destrói a Previdência pública do país, penaliza as pessoas mais pobres, as pensionistas e protege as distorções”.

Ele critica, ainda, a liberação de R$ 1 bilhão pelo governo federal às vésperas da reforma e sem indicar os deputados beneficiados. “Se a reforma é tão boa, por que usar de um estratagema para blindar o deputado que vai receber o recurso?”, questionou.

*Com informações da EBC e Agência Senado


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum