Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
15 de novembro de 2019, 16h09

Renato Gaúcho convida Bolsonaro para jogo: “seria uma honra abraçar o presidente do país”

Bolsonaro confirmou o convite durante uma “live” nas redes sociais

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (15), o treinador do Grêmio, Renato Gaúcho, revelou ter conversado com o presidente Jair Bolsonaro por telefone. Durante o contato, convidou Bolsonaro para assistir à partida contra o Palmeiras, que acontecerá no domingo (24), em São Paulo, no Allianz Parque.

“Ele me ligou e eu não vi, depois me retornou na terça-feira. Conversamos e aproveitei para convidá-lo a assistir ao jogo contra o Palmeiras no outro domingo. Ele disse que faria o possível, mas estava com agenda um pouco cheia. Mas fiquei muito feliz”, afirma Renato.

Renato ainda disse que gostaria de dar um abraço no presidente. Para o técnico, o comandante do país não tem um time fixo, embora seja torcedor declarado do Palmeiras.

“É o presidente do Brasil, não é torcedor do Palmeiras ou Flamengo. Tem uma bandeira só do país. Ele torce para todo mundo, gosta de futebol. Espero que esteja no jogo contra o Grêmio. Gostaria de dar um abraço nele, seria uma honra abraçar o presidente do país”, completa.

Bolsonaro confirmou o convite durante uma “live” nas redes sociais, nesta quinta-feira. E confirmou a dificuldade em participar do jogo por causa da agenda presidencial.

“Conversei ontem com Renato Gaúcho, e ele me convidou ao jogo Palmeiras e Grêmio em São Paulo. Ficará um pouco difícil, se tiver algum evento domingo, para não falarem que eu fui a São Paulo só para ver jogo”, disse o presidente.

Sampaoli

Por sua vez, o técnico do Santos, o argentino Jorge Sampaoli, estaria disposto a deixar o clube caso seja obrigado a cumprimentar Jair Bolsonaro, que insiste em assistir ao clássico contra o São Paulo que acontece neste sábado (16) na Vila Belmiro. As informações são do Blog do Paulinho, do jornalista Paulo Cezar de Andrade Prado.

Segundo o blogueiro, Sampaoli teve uma “áspera discussão” com cartolas do Santos, deixando claro que é contra o uso da Vila Belmiro como palanque político e que deixará o clube se for obrigado a cumprimentar Bolsonaro.

Com informações do Globo Esporte


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum