Requião: “Imaginem um país governado por milicianos, reféns de quadrilhas do mercado financeiro e militares entreguistas?”

Um dos principais articuladores no Senado contra o golpe parlamentar que destituiu do poder a presidenta Dilma Rousseff (PT), em 2016, Requião mostra que mesmo sem ser reeleito, fará forte oposição às políticas conservadoras e entreguistas de Bolsonaro.

Com voz ativa na oposição ao governo Jair Bolsonaro (PSL), o senador Roberto Requião (MDB/PR) lançou uma indagação nesta quarta-feira (23) pelo Twitter após a divulgação de notícias que ligam Flávio Bolsonaro (PSL/RJ) às milícias cariocas.

“Imaginem um país governado por milicianos, de repente descobertos, e por isto reféns de quadrilhas do mercado financeiro e militares entreguistas?”, indagou, respondendo com ironia.”Só imaginem! Porque isto não pode acontecer”.

Um dos principais articuladores no Senado contra o golpe parlamentar que destituiu do poder a presidenta Dilma Rousseff (PT), em 2016, Requião mostra que mesmo sem ser reeleito, fará forte oposição às políticas conservadoras e entreguistas de Bolsonaro.

“Me opus a eleição do Bolso pela sua homofobia,entreguismo, retirada de direitos, fundamentalismo primitivo, incompetência evidente. Por que devo esperar 100 dias, para denunciar barbaridades do governo? Só então protestar diante de fatos consumados? Isto não me parece acertado!”, afirma, em tuite de 8 de janeiro, fixado no topo da sua página.

Em seu último discruso no Senado, no dia 11 de dezembro de 2018, tuitado nesta quarta-feira (23), um Requião emocionado diz que “enquanto respirar, viverei pelo Brasil”. “Fiel a utopia que me embala desde a meninice: o sonho de um país soberano, desenvolvido e bom para todos. Brasileiros contem sempre comigo enquanto eu viver”.

Agora que você chegou ao final desse texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR