Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
06 de novembro de 2019, 17h52

Ricardo Salles foge de audiência pública sobre meio ambiente na Câmara

Ministro de Jair Bolsonaro deixou a reunião sem dar satisfações aos deputados presentes sobre os vazamentos de óleo nas praias do Nordeste

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Em vez de explicar os motivos e como pretende combater o desastre ambiental que assola as praias do litoral nordestino, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, provocou parlamentares e se eximiu de culpa diante do atual cenário. O representante do governo federal foi embora antes de ser questionados por todos os parlamentares que estiveram na audiência pública na Câmara, convocada para debater as manchas de óleo que apareceram nas praias do Nordeste.

O ministro deixou a Câmara escoltado por seguranças antes de responder todos os questionamentos dos parlamentares e não concedeu entrevistas à imprensa. O deputado Ivan Valente (PSOL-SP) lembrou que esse fato é recorrente. “Não é a primeira vez que ele sai intempestivamente. É a terceira vez. O ministro não tem preparo”.

Seguindo a cartilha de Jair Bolsonaro e seus apoiadores, o ministro disse que a crise ambiental é culpa do PT, mas quando foi perguntado sobre as afirmações que fez dizendo que o Greenpeace tinha derramado o óleo na costa brasileira, Salles se negou a responder.

Deboche

Seguidas vezes o ministro teve tom deboche enquanto os parlamentares discursavam, o que fez a deputada Sâmia Bonfim (PSOL-SP) perder a paciência. “Se observar as câmeras, o senhor irá perceber que está com sorrisinho irônico no canto da sua boca desde o início. Mas, enquanto ri à toa, milhares de trabalhadores estão tendo sua fonte de renda prejudicada, como pescadores, marisqueiros, pequenos comerciantes e trabalhadores da hotelaria”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum