Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
19 de fevereiro de 2020, 13h21

Rodrigo Maia chama General Heleno de “radical ideológico contra a democracia”

“Não vi por parte dele nenhum tipo de ataque quando a gente estava votando o aumento do salário dele como militar da reserva”, afirmou ainda

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara, reagiu na manhã desta quarta-feira (19) à sugestão feita pelo ministro Augusto Heleno de endurecer as relações com o Congresso.

Maia afirmou que a postura do ministro é “triste” e que ele se comporta como um adolescente ao agredir o Parlamento.

“Geralmente, na vida, quando a gente vai ficando mais velho, a gente vai ganhando equilíbrio, experiência e paciência. O ministro, pelo jeito, está ficando mais velho e está falando como um jovem, um estudante no auge da sua juventude. É uma pena que o ministro com tantos títulos tenha se transformado num radical ideológico contra a democracia, contra o Parlamento. Muito triste. Não vi por parte dele nenhum tipo de ataque quando a gente estava votando o aumento do salário dele como militar da reserva”, afirmou Maia.

Maia disse também que a fala de Heleno seria melhor aproveitada em um “gabinete de rede social, tuitando, agredindo, como muitos têm feito”. 

“Não é a primeira vez que ele ataca, mas dessa vez veio a público. É uma pena. Todos nós sabemos da competência dele na carreira militar. É uma pena que ele considere a relação com um Parlamento que tanto tem produzido para o Brasil, muitas vezes em conjunto com o governo, principalmente com a equipe econômica, como um Parlamento que quer chantagear. Muito pelo contrário. Esse Parlamento se quisesse apenas deixar as pautas correrem soltas, o governo não ganhava nada aqui dentro. Tudo é feito por responsabilidade com o Brasil”, concluiu Maia.

Endurecimento

Heleno defendeu, nesta terça-feira, o endurecimento de relações com o Congresso Nacional e se colocou contra um acordo articulado pelo ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, sobre o controle da execução de emendas parlamentares ao Orçamento.

“Nós não podemos aceitar esses caras chantagearem a gente o tempo todo. Foda-se”, disse Heleno na manhã desta terça-feira (18), na presença de Ramos e do ministro da Economia, Paulo Guedes. As informações são do jornal O Globo, que diz que frase foi captada pela transmissão ao vivo da Presidência pela internet. A discussão teria continuado durante a reunião de ministros.

Invasão de privacidade

Heleno reclamou, através de sua conta do Twitter, nesta quarta-feira, sobre a divulgação da frase onde defende o endurecimento da relação do governo com o Congresso.

Para ele, trata-se de “mais um lamentável episódio de invasão de privacidade”. O general afirma que externou sua “visão sobre as insaciáveis reivindicações de alguns parlamentares por fatias do orçamento impositivo”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum