O que o brasileiro pensa?
09 de julho de 2020, 09h21

Rodrigo Maia considera “grave” Bolsonaro indicar hidroxicloroquina: “isso é questão da área médica”

Bolsonaro publicou vídeo tomando um medicamento que seria um comprimido de hidroxicloroquina contra o novo coronavírus

Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), considerou, nesta quarta-feira (8), em entrevista a CNN Brasil ser “grave” o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) recomendar o uso da hidroxicloroquina, medicamento contra malária que não tem comprovação de eficácia contra a covid-19.

Maia afirmou: “Eu não acho que o presidente, nem eu, nem ninguém, deve ficar tratando de qual remédio orientar a sociedade a tomar. Isso é questão da área médica, e é até grave que o presidente trate desse assunto”.

“A gente não deve tomar conta daquilo que não cabe a cada um de nós, principalmente nessa área da medicina, que é uma questão muito séria e que precisa ter mais cuidado por parte de todos nós que somos agentes públicos”, afirmou ainda o presidente da Câmara.

No final, Maia completou: “Esse tema é muito delicado. Um político que não é da área médica, ele, eu, nós não temos direito de tratar de medicamentos, do meu ponto de vista”.

Bolsonaro publicou um vídeo na tarde desta terça-feira tomando um medicamento que seria um comprimido de hidroxicloroquina contra o novo coronavírus. O ex-capitão diz que tem remédios melhores, mas que confia no medicamento.

“Sabemos que nenhum tem a sua eficácia cientificamente comprovada, mas mais uma pessoa que está dando certo”, disse o presidente, que chega a rir antes de tomar o medicamento.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum