Fórumcast, o podcast da Fórum
13 de janeiro de 2018, 12h57

Rodrimar desmente Rocha Loures no inquérito dos portos

Empresa investigada por suspeita de favorecimento em decreto dos portos afirmou que Rodrigo Rocha Loures (MDB-PR), ex-assessor de Temer, foi um dos integrantes do grupo criado pelo governo para discutir as novas normas para o setor.

Empresa investigada por suspeita de favorecimento em decreto dos portos afirmou que Rodrigo Rocha Loures (MDB-PR), ex-assessor de Temer, foi um dos integrantes do grupo criado pelo governo para discutir as novas normas para o setor.

Do Jornal GGN

A Rodrimar, empresa investigada por suspeita de favorecimento em decreto dos portos, editado em maio de 2017, em entrevista à Folha, afirmou que que Rodrigo Rocha Loures (MDB-PR), ex-assessor de Michel Temer, foi um dos integrantes do grupo criado pelo governo para discutir as novas normas para o setor. Normas benéficas. Loures, por seu turno, declarou à Polícia Federal, que as empresas o viam como interlocutor do governo no tema, o que “não era verdadeiro”.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

No início das apurações, em junho passado, Rodrigo Mesquita, executivo da Rodrimar, investigado no reflexo da delação da JBS, afirmou que Loures era “um importante interlocutor” dos interesses do setor portuário quando o decreto estava sendo discutido.

As versões conflitantes levantam suspeitas de que Loures esteja minimizando sua participação no feito, o que o coloca no centro de investigações da PF. O inquérito de benefícios ao setor de portos é o único ainda aberto que tem Temer como alvo.

Acompanhe a íntegra no GGN.

Foto: J. Batista/Agência Câmara


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum