Blog do George Marques

direto do Congresso Nacional

16 de julho de 2019, 16h37

Rogério Correia protocola denúncia contra Dallagnol na PGR e volta a solicitar retenção de passaporte

Pedido ocorre após o procurador recusar convite de ir à Câmara dos Deputados e novas conversas indicarem que ele lucrou com palestras a partir da exposição alcançada com a Lava-Jato

Rogério Correia (deputado federal PT/MG)

O deputado federal Rogério Correia (PT-MG) protocolou na tarde desta terça-feira (16), na Procuradoria-Geral da República (PGR), requerimento solicitando a retenção do passaporte do procurador Deltan Dallagnol.

A documentação foi entregue para apreciação da procuradora-geral, Raquel Dodge, e inclui também documentos sobre o chamado Fundo da Lava-Jato, uma tentativa empenhada por Dallagnol de administrar R$ 2,5 bilhões oriundos da Petrobras, conforme acordo feito nos Estados Unidos, mas não admitido judicialmente.

A expectativa é que, ainda hoje, Dodge se reúna na PGR com Dallagnol e outros procuradores da Lava Jato. A pauta não foi divulgada, nem o horário. Espera-se que a PGR demonstre rigor com a prática de crimes de subordinados em Curitiba, sob pena de comprometer ainda mais a já desgastada imagem do Judiciário brasileiro.

“Da minha parte, vou me manter na luta e atento para impedir a impunidade”, afirmou o deputado Rogério Correia.

“Há alguns anos entreguei, na mesma PGR, farta documentação com denúncias contra o então governador, e depois senador, Aécio Neves. Infelizmente, os responsáveis na época (Roberto Gurgel e, depois, Rodrigo Janot) não demonstraram interesse em prosseguir nas investigações que eu pedia. Tempos depois, como se sabe, vários daqueles crimes denunciados foram provados”, afirmou o congressista.

Veja também:  Fórum Onze e Meia #11 - Enquanto Michelle esconde o passado, Bolsonaro destrói o futuro

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum