Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
16 de fevereiro de 2020, 08h17

Rosangela Moro diz que vê o marido e Bolsonaro “como uma coisa só”

"O ministro é da equipe do presidente Jair Bolsonaro, dá total apoio para o presidente, inclusive no futuro aí, na reeleição", disse a esposa de Sergio Moro

Rosangela e Sergio Moro visitam Bolsonaro. Foto: Reprodução/Twitter

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo neste domingo (16), Rosângela Wolff Moro, esposa do ministro da Justiça, Sérgio Moro, afirmou que vê Moro e Bolsonaro como “uma coisa só”.

“Eu não vejo o Bolsonaro, o Sérgio Moro. Eu vejo o Sérgio Moro no governo do presidente Jair Bolsonaro, eu vejo uma coisa só”, afirmou.

Rosângela negou uma rivalidade entre os dois e uma possível candidatura do ministro em 2022. “O ministro até brincou esses dias: ‘Ah, vou tatuar na testa que não vou ser o presidente’. O ministro é da equipe do presidente Jair Bolsonaro, dá total apoio para o presidente, inclusive no futuro aí, na reeleição.”

O apoio para uma candidatura de Moro em 2022 é forte nas redes sociais. Bolsonaro chegou a ameaçar retirar funções do ministro, mas não foi adiante.

A advogada, especializada em Direito Tributário, diz se considerar “fã número 1” do marido. Rosângela diz tentar se manter distante das “guerras políticas em Brasília”, mas defende Bolsonaro que, segundo ela, é diferente nos seus antecessores por não fazer loteamento político e evitar o “toma lá, dá cá”.

Rosângela também negou que Moro esteja interessado em ocupar uma vaga no STF, com a aposentadoria de Celso de Mello: “Melhor ele concluir o trabalho dele como ministro da Justiça. As pessoas estão felizes, os números de violência estão diminuindo. O presidente vai decidir na hora certa o que pretende para o País”.

Declarando-se “liberal na economia e conservadora nos costumes”, ela defende medidas polêmicas do governo Bolsonaro, como a campanha de abstinência sexual da ministra Damares Alves.

“A gravidez precoce é um problema, traz consequências, faz com que a jovem perca parte da sua vida. Tudo tem a sua fase”, defendeu. Também se manifestou sobre o aborto: “Sou absolutamente a favor da vida. Sou contra o aborto. Agora, eu acho que você penalizar, criminalizar, talvez não seja a saída, porque as mulheres pobres, que se submetem a condições desumanas, acabam sendo criminalizadas”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum