Russomanno, Filipe Sabará e Marina Helou estão entre os 25 candidatos a prefeito mais ricos do Brasil

Nas 10 primeiras posições, quatro são do Partido Novo. O candidato da sigla em Manaus, Romero Reis, é quem lidera o ranking

O candidato de Jair Bolsonaro na disputa à prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno (Republicanos), está na lista dos 25 candidatos a prefeito em capitais mais ricos do Brasil. Além dele, Filipe Sabará (Novo) e Marina Helou (Rede), ambos disputando na capital paulista, também aparecem na lista.

Filipe Sabará, que retomou a campanha recentemente após ser expulso do Novo por apresentar inconsistências em seu currículo acadêmico e em sua declaração de patrimônio, é o sexto candidato a prefeito mais rico do Brasil, com R$ 5.111.138,94. Marina Helou aparece em 20º, com um patrimônio de R$ 2.244.000, enquanto Russomanno consta em 25º, com R$ 1.772.944,11.

A cidade de Palmas, no Tocantins, é a recordista na quantidade de candidatos a prefeito mais ricos. No total, seis que concorrem na cidade estão na lista: Joaquim Rocha Pereira (PMB) – o terceiro da lista -, Gil Fonseca Barison (Republicanos), Eli Dias Borges (Solidariedade), Cinthia Alves Caetano Ribeiro (PSDB), João Helder Vilela (PT) e Francisco Acioli Ribas (PSL).

O ranking foi compartilhado pelo advogado e doutor em Direito Internacional Jeff Nascimento nas redes sociais.

Partido Novo

Ainda em relação aos prefeitos, o partido Novo é o que mais se repete na lista dos mais ricos. Ao todo, quatro candidatos da sigla aparecem no ranking, todos entre as 10 primeiras posições. O primeiro colocado, inclusive, é do Novo: Romero Reis, de Manaus, com R$ 25.588.006,29 de patrimônio.

Na lista dos 25 candidatos a vereador mais ricos, mais uma vez a relação é liderada por uma pessoa do partido Novo. Maria Dorotéia Costa Sobral, que concorre em Salvador, declarou um patrimônio de R$ 113.478.634,11.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.