Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
18 de Maio de 2017, 15h44

Saiba quem é Elmiro Nascimento, suplente de Aécio Neves no Senado

Elmiro disse em entrevista à TV Integração que ainda não foi comunicado oficialmente sobre nenhuma decisão por parte do partido Democratas e do Senado e que ainda é preliminar considerar a posse. Falou, ainda, sobre a admiração pelo senador e lamentou o atual cenário político no Brasil.

Da Redação*

O ex-prefeito de Patos de Minas, Elmiro Nascimento (DEM), é o primeiro suplente de Aécio Neves ao senado e comentou sobre o atual cenário político e as indefinições sobre o cargo, caso Neves perca o mandato. O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou o afastamento do presidente nacional do PSDB na manhã desta quinta-feira (18), porém negou o pedido de prisão.

A suprema corte só avaliará o caso se o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, autor do pedido, decidir recorrer da decisão. Nesta manhã, foram cumpridos mandados de busca e apreensão em propriedades do senador, incluindo a fazenda de Cláudio, no Centro-Oeste de Minas.

Elmiro disse em entrevista à TV Integração que ainda não foi comunicado oficialmente sobre nenhuma decisão por parte do partido Democratas e do Senado e que ainda é preliminar considerar a posse. Falou, ainda, sobre a admiração pelo senador e lamentou o atual cenário político no Brasil.

“Infelizmente o quadro hoje é o pior possível. Começou com o governo do PT e se alastrou por todo o governo, deteriorando ao máximo a classe política. Eu lamento muito a situação do Aécio. É uma pessoa que tem um trabalho fantástico na história de Minas Gerais e também do Brasil e nós vamos esperar as definições do quadro porque ainda está muito indefinido. Eu respeito muito a posição do senador Aécio Neves, tenho uma afinidade grande com ele e não desejo, realmente, a situação em que ele está”, disse.

A decisão do ministro do STF, Edson Fachin, afastou Aécio do mandato e ele pode ir ao Congresso, porém sem votar ou fazer qualquer ato como parlamentar. O político é investigado por pedir R$ 2 milhões à JBS para pagar pela sua defesa na Operação Lava Jato.

“Está um pouco cedo. Minha função, logicamente, como suplente, é assumir se necessário. Apesar que eu nunca gostaria de assumir em uma condição dessa porque, como falei, respeito muito o senador Aécio Neves. Mas se tiver que assumir, nós vamos assumir conforme a própria Constituição determina”, finalizou Nascimento.

*Com informações do G1


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum