Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
17 de novembro de 2019, 08h07

Sampaoli discorda de Bolsonaro, mas nega que tenha sido contrário à sua presença na Vila

Sampaoli, no entanto, estaria disposto a deixar o clube caso fosse obrigado a cumprimentar Jair Bolsonaro.

Foto: Reprodução/YouTube

O técnico do Santo FC, Jorge Sampaoli, negou que tenha sido contrário à presença do presidente Jair Bolsonaro na Vila Belmiro para assistir ao clássico entre Santos e São Paulo, que terminou em 1 a 1, neste sábado (16).

“Isso é democracia. O presidente tem direito de ir aonde quiser, não sei o que pensam de achar que posso impedir a presença de alguém, seria uma falta de respeito”, afirmou em entrevista coletiva após o jogo.

“Sobre pensamentos políticos, eu prezo por defender a democracia. Eu vivi a ditadura no meu pais, nunca seria alguém que não defende isso (democracia) e isso é defender que qualquer um pode ir aonde quiser. Veja o que acontece na Bolívia, que a democracia está debilitada”, emendou.

Sampaoli, no entanto, estaria disposto a deixar o clube caso fosse obrigado a cumprimentar Jair Bolsonaro. As informações são do Blog do Paulinho, do jornalista Paulo Cezar de Andrade Prado.

Segundo o blogueiro, Sampaoli teve uma “áspera discussão” com cartolas do Santos, deixando claro que é contra o uso da Vila Belmiro como palanque político e que deixará o clube se for obrigado a cumprimentar Bolsonaro.

Com informações do Estadão


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags