O que o brasileiro pensa?
13 de junho de 2020, 12h06

Sara Winter faz drama nas redes e diz que será “terceira presa política do regime do STF”

Em tom vitimista, a bolsonarista distribui imagens e declarações de que "querem a todo custo retirar nossa liberdade", dias depois de ser alvo de busca e apreensão no inquérito que investiga a milícia digital que propaga fake news

Sara Winter (Montagem)

Antes de ver o acampamento da milícia armada desmontado pela polícia do Distrito Federal na manhã deste sábado (13) – propagando fake news sobre uso de bombas de gás e violência -, Sara “Winter” Geromini fez drama nas redes com a possibilidade de ser presa, inventando também “pressão da corregedoria” sobre o procurador Frederick Lustosa, que pode pedir a qualquer momento a imposição de medidas cautelares contra a bolsonarista.

Sara Winter diz que polícia desmantelou acampamento dos “300”: “Militância bolsonarista foi destruída”

“Mais uma noite de apreensão: O procurador Frederick Lustosa havia arquivado meu pedido de prisão e hoje foi duramente pressionado pela corregedoria. Ele tem menos de 24h para manifestar-se. Amanhã posso ser a 3a presa política do Regime do STF. Os outros são Jurandir e Bronze”, disse ela, em tuíte confuso.

“Jurandir” é o militar da reserva Jurandir Alencar, 58 anos, e “Bronze” é o engenheiro Antônio Carlos Bronze, 64 anos. Os dois foram presos pelos crimes de desobediência, descumprimento de medida sanitária preventiva e incitação ao crime, após manifestação em frente a casa do ministro Alexandre de Moraes. Jurandir e Bronze viraram réus por ameaça, difamação, injúria e perturbação do sossego.

Prisão
Nas redes, a ex-feminista, que chegou a ocupar um cargo no Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, de Damares Alves, parece torcer pela prisão.

Em tom vitimista, ela distribui imagens e declarações de que “querem a todo custo retirar nossa liberdade”, dias depois de ser alvo de busca e apreensão no inquérito que investiga a milícia digital que propaga fake news e dizer que quer “trocar socos” com o ministro Alexandre de Moraes, relator do caso no Supremo Tribunal Federal (STF).


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum