quarta-feira, 28 out 2020
Publicidade

“Se Queiroz resolve contar os segredos do clã, não fica ninguém de pé”, diz Freixo

A prisão de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro e amigo de longa data do presidente Jair Bolsonaro, foi celebrada nesta quinta-feira (18) por parlamentares da oposição. Para deputados, uma delação de Queiroz poderia “revelar” outros crimes envolvendo a família do presidente.

“Imagina se Queiroz, amigo do peito de @jairbolsonaro e operador dos esquemas da família há décadas, resolve contar todos os segredos do clã. Não fica ninguém de pé, a começar pelo presidente”, escreveu o deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ) no Twitter.

Para Paulo Pimenta (PT-RS), uma delação poderia revelar “os subterrâneos” da família Bolsonaro. “Foi só @SF_Moro sair do MJ que @jdoriajr e @wilsonwitzel deram o troco. Queiroz preso na casa do advogado de Flávio Bolsonaro. Delação poderá revelar os subterrâneos do clã. Fortes emoções no dia de hoje. PC Farias da famiglia é nitroglicerina pura e provoca pânico no Alvorada”, escreveu.

Líder da oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede Sustentabilidade) também lembrou a relação de Queiroz com Flávio Bolsonaro.

“Queiroz foi preso! E foi encontrado na casa do advogado de Flávio Bolsonaro. Quem poderia imaginar essa relação? Aliás, está na hora da nossa denúncia contra Flávio andar. Tem que ser cassado urgente! O senador e filho do presidente deve respostas à justiça. Ah! Grande dia”, publicou o senador.

Queiroz foi preso na manhã desta quinta-feira (18) pela Polícia Civil em uma chácara em Atibaia, no interior de São Paulo. O imóvel pertence a Frederick Wassef, advogado do filho do presidente.

O ex-assessor foi preso a mando do Ministério Público do Rio de Janeiro no inquérito relacionado ao esquema de “rachadinha” que operava no gabinete do então deputado estadual – e hoje senador – Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Confira outras reações de parlamentares:

Luisa Fragão
Luisa Fragão
Jornalista.