Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
30 de novembro de 2019, 09h56

Secretário da Cultura de Bolsonaro convidou esposa para dirigir o Teatro Plínio Marcos por R$ 3,5 milhões

Documentos divulgados pela coluna de Ancelmo Gois, no jornal O Globo, mostram o convite feito por Roberto Alvim, quando era diretor da Funarte, à esposa, Juliana Galdino, que retornou com uma "declaração de aceite" no dia 22 de agosto

Roberto Alvim e Juliana Galdino (Reprodução/Facebook)

Com ascensão meteórica no governo federal, o atual secretário de cultura de Jair Bolsonaro, o diretor teatral Roberto Alvim, convidou a esposa, Juliana Galdino, para ser diretora artística do Teatro Plínio Marcos entre outubro de 2019 e setembro de 2020 e gerenciar R$ 3,5 milhões que seriam aplicados no espaço cultural.

O convite foi feito quando Alvim era diretor da Funarte, responsável pela contratação, após receber o convite para integrar o governo por ter “falido” ao apoiar Bolsonaro durante as eleições, segundo entrevista que ele mesmo deu.

Os documentos revelados por Ancelmo Gois mostram a carta enviada à Juliana Galdino, que deveria apresentar no período “uma programação diversificada, conforme a sinopse da programação, listada abaixo (SIC)”.

O dinheiro seria liberado em quatro parcelas, “mediante a apresentação das notas fiscais”, sendo que para a liberação da primeira, no valor de R$ 680 mil, seria necessário apenas, além da nota, um “relatório sobre a pré-produção”.

Na resposta, Juliana Galdino, declara que aceita o convite e diz que as notas serão emitidas pela empresa FLO Produções e Entretenimento, que a representará com exclusividade durante o período – veja os documentos na coluna de Ancelmo Góis.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum