Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de janeiro de 2020, 06h23

Secretário de Comunicação de Bolsonaro será investigado por corrupção

O procurador Frederick Lustosa, do Ministério Público Federal, pediu à Polícia Federal a abertura de um inquérito nesta segunda-feira (28) para investigar o esquema de corrupção comandado por Fábio Wajngarten na Secom

Fabio Wajngarten (Foto: Marcos Corrêa/PR)

O Ministério Público Federal (MPF) pediu à Polícia Federal a abertura de um inquérito criminal para investigar o esquema de corrupção comandado pelo Secretário de Comunicação de Jair Bolsonaro, Fábio Wajngarten, que recebe dinheiro por sua empresa, a FW Comunicação, de clientes que são privilegiados com verbas publicitárias recebidas do governo.

Segundo reportagem da Folha de S.Paulo na edição desta terça-feira (28), a investigação vai apurar as denúncias de corrupção passiva, peculato (desvio de recursos públicos feito por funcionário público, para proveito pessoal ou alheio) e advocacia administrativa (patrocínio de interesses privados na administração pública, valendo-se da condição de servidor). Caso seja condenado, Wajngarten por pegar entre 2 a 12 anos de prisão.

Mesmo após assumir a Secom, em abril, Wajngarten segue sendo sócio maioritário da sua empresa, FW Comunicação, que tem na sua carteira de clientes empresas de comunicação como a TV Record e a Bandeirantes, que estão sendo privilegiadas na distribuição de verbas de publicidade do governo, que são liberadas pelo próprio secretário.

O pedido de investigação foi assinado nesta segunda-feira (27) pelo procurador Frederick Lustosa, da Procuradoria da República no Distrito Federal, após o órgão receber representações de diversos cidadãos. O caso correrá em sigilo.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum